Comidas Típicas do Brasil | Onde encontrar em Foz do Iguaçu

Você sabe quais são a maioria das comidas típicas do Brasil, e onde encontrar em Foz do Iguaçu? Veja o que o Pop Hotel preparou para você!

Com um país tão diversificado e com muitas culturas, as comidas não podem ficar de fora, pelo fato de conter muita história. Vivemos em um país rico no tempero, e uma das melhores formas de aproveitar a cultura local é se deliciando com esses pratos incríveis.

Quais são as comidas típicas do Brasil?

Aprender a história de um lugar através dos tipos de comidas que oferece, é uma forma fantástica de conhecer a cultura local.

Experimente um pouco das comidas típicas do Brasil e descubra diversidades de cada cidade.

No Brasil existem misturas de muitos povos, como indígenas, europeus, entre outros. Você pode sentir a fusão dessas diferentes etnias pelas comidas típicas, nos diversos temperos e tipos de alimentos.

Muitas comidas fez parte de momentos importantes para as trajetórias do nosso país, passando pela época de colônia e até mesmo regime militar.

Conheça um pouco sobre a história de cada prato.

Veja também: Guia onde comer barato em Foz do Iguaçu.

Ilustração de alguém tirando foto de uma prato de comida.
Imagem ilustrativa: Canva

Feijoada

Não deixe de experimentar um dos principais pratos típicos, é delicioso e tem muito sabor!

É uma mistura de feijão-preto com carnes de porco e/ou boi, onde normalmente inclui rabos, orelhas, linguiça e bacon, se você preferir assim.

Quando você pensa em uma comida típica do Brasil você imagina logo em um pratão de feijoada com um arroz branquinho, couve fresquinho e depois uma laranja de sobremesa.

Mas afinal, de quem foi a ideia de juntar essas carnes ao feijão?

É uma marca africana, do período colonial. É apontado que foi criada na senzala por escravos africanos, que utilizavam restos de comidas dos nobres.

As partes que não eram comidas por eles, como, língua, orelha, entre outras, eram jogadas fora e pegadas pelos escravos para realizarem sua refeição com o feijão.

O feijão-preto tem origem sul-africana, e fazia parte da dieta de índios nativos.

O feijão tropeiro também é uma das comidas típicas do Brasil.

Ilustração de feijoada, uma das comidas típicas do Brasil.
Imagem ilustrativa: Canva

Pão de queijo

Perfeito para uma cafezinho da manhã ou tarde, delicioso!

É feito com farinha de polvilho, uma farinha de mandioca que foi criada para suprir a falta da de trigo, já que na época, havia muita dificuldade na compra de ingredientes.

Não deixe de experimentar nosso pão de queijo com muito queijo!!

A história de origem do pão de queijo é incerta, mas há relatos que condiz com a origem mineira, onde as cozinheiras faziam com a farinha de mandioca que os portugueses traziam.

Elas cozinhavam para os senhores, junto com o polvilho era adicionado queijos que sobravam e endureciam.

Na época era grande costume pegar um petisco e comer logo após as refeições.

+PASSEIOS EM FOZ DO IGUAÇU COM O DECRETO?

Açaí

Quem não ama um delicioso açaí, ainda mais nesse calor? É obrigatório ter uma comida típica do Brasil refrescante!

É uma opção deliciosa para experimentar. O açaí é original das cidades do Norte e da cultura indígena.

Pode ser encontrado em vários cantos do país, é apaixonante.

É um conto indígena, onde uma tribo estava com escassez de alimentos, foi então que o cacique da tribo, Itaki, decidiu sacrificar todos os bebês que nascerem a partir de determinada data.

Como uma forma de controlar o número de habitantes, esta medida drástica ocorreu com sua própria filha que deu à luz à sua neta.

Iaça, sua filha, ficou muito triste com a morte da recém-nascida, não saia de sua toca por nada.

Foi então quando ela ouviu o choro de sua falecida filha, e foi atrás do barulho, ao procurar se deparou com ela ao lado de uma palmeira.

Tentou a abraçar, e quando viu, sua filha havia sumido de seus braços, a levando a chorar e acabar por falecer.

O corpo de Iaça foi encontrado abraçado a uma palmeira olhando para cima, Itaki ao vê-la, direciona-se para onde os olhos de sua filha estavam olhando, se deparou com uma fruta.

O cacique mandou que recolhessem todos os frutos que ali estavam, fazendo um suco avermelhado, que sustentaria sua população.

A fruta foi batizada de açaí em homenagem a sua filha, Iaça.

Era comum comer-se com coisas salgadas, até com peixes. Hoje foi adaptado para misturas com doces.

Ilustração de açaí, uma das comidas típicas do Brasil.
Imagem ilustrativa: Canva

Churrasco

Todo domingo na casa de grande parte dos brasileiros que moram na regão sul, tem churrasco, música e cerveja.

Na compra de uma casa, a primeira coisa a se olhar, é se tem churrasqueira.

Sua origem remonta ao tempo dos homens da caverna, ao aprender a fazer fogo, o homem primitivo percebeu que assar sua carne, ficava mais saborosa.

Então foi passando o tempo, onde índios também faziam carne ao ar livre com uma fogueira de pedras com o auxílio de uma grelha de madeira.

Moqueca

Nada mais é do que um prato com peixes, frutos do mar, legumes e vegetais.

Todos os ingredientes devem ser misturados e cozidos em uma panela de barro, que dá o sabor especial deste prato esplêndido.

É uma das comidas típicas do Brasil mais pedidas da região litorânea. Normalmente junto é servido arroz e pirão.

Para alguns estudiosos, a moqueca teria surgido da remontaria de peixada dos portugueses, a qual os africanos teriam acrescentado ingredientes.

+VEJA OS LUGARES MAIS LINDOS DO BRASIL

Tapioca

Quem não gosta de uma tapioca? O mais gostoso é que é possível comê-la tanto com ingredientes salgados, quanto com doces.

Não pense duas vezes antes de experimentar!

É um dos pratos indígenas absorvidos na culinária dos colonizadores europeus do Nordeste.

Devido à falta de trigo para a massa de pão, descobriram que a farinha da tapioca era um bom substituto.

Coxinha

A famosa coxinha que encanta os brasileiros!

Você vê em festas e eventos, come com um café da tarde, entre outras coisas, combina com qualquer ocasião.

É comum também em Portugal, feito com massa de trigo e caldo de galinha, que envolve um recheio elaborado de frango ou outros sabores.

Segundo historiadores da alimentação, a coxinha fora criada durante a industrialização de São Paulo.

Para ser comercializada como um substituto mais barato e durável às tradicionais coxas de galinha que eram vendidas nas portas de fábricas.

A receita deliciosa então se espalhou. Há rumores de que havia surgido por outra história, mas seja quem e como foi, só temos que agradecer por essa delícia.

Quer fazer os melhores passeios em Foz do Iguaçu? Confira os passeios da Go Iguassu e tenha um bom proveito!

Ilustração de coxinha, uma das comidas típicas do Brasil.
Imagem ilustrativa: Canva

Brigadeiro

É uma das sobremesas mais amadas pelos brasileiros, é simples e gostoso, e também facilmente encontrado em eventos, principalmente em festas.

Tanto o brigadeiro de panela, quanto o granulado.

O nome se deu por conta de um candidato a presidência no ano de 1945, o Eduardo Gomes, conhecido como “o Brigadeiro”.

As mulheres lutavam pelo direito a voto, e em sua campanha, a participação de mulheres na esfera política, eram cruciais.

Nos comícios, as mulheres vendiam pedaços de leite condensado com chocolate, e o nomearam de brigadeiro.

Muitas pessoas contestam esta história, mas seja lá quem deu a origem correta, ficamos gratos!

Bônus: Vantagens de viajar em baixa temporada.

Acarajé

É uma receita específica da Bahia. É um bolinho feito com feijão-fradinho, pimenta, recheado de vatapá, camarão frito e azeite.

Se você for para a Bahia e não experimentar esse delicioso prato, será a mesma coisa que não ir!

É uma especialidade da culinária africana e afro-brasileira.

Sua origem é devido ao comércio atlântico de escravos, o acarajé foi trazido ao Brasil pelas pessoas escravizadas.

Na África é chamado de “àkàrà”, que tem o significado de “bola de fogo”.

Ilustração de acarajé, uma das comidas típicas do Brasil.
Imagem ilustrativa: Canva

Cocada

As cocadas são um dos doces mais pedidos por quem visita o Nordeste.

É um petisco africano, na época da escravidão, as negras faziam esse doce para os colonos, e para isso, usavam um ingrediente muito abundante na Bahia, o coco.

Os escravos também consumiam a cocada como uma forma de deixar a vida menos dura.

Por que é importante sabermos a origem?

A origem sobre todas as comidas típicas do Brasil, é de extrema importância por nos ensinarmos de nossas culturas.

Vários povos passaram por muitas coisas, e eles terem algo que os representa é muito bom para a representatividade!

Onde encontrar essas comidas típicas do Brasil em Foz do Iguaçu?

Na Terra das Cataratas possui muitos pontos turísticos incríveis para conhecer. Quer saber mais? Veja o que a Combo Iguassu tem de passeios noturnos e muitos outros!

Mas, além disso, possui muitos bares e restaurantes, onde é possível encontrar muitas variedades.

Aqui está alguns restaurantes que servem comidas típicas do Brasil.

Feijoada:

  • Frigideira Restaurante – R. Xavier da Silva, 1964 – Centro
  • Restaurante Barracão – Av. Silvio Américo Sasdelli, 1010 – Vila A
  • Restaurante do Bolinha – R. Rui Barbosa, 1739 – Vila Maracana

Pão de queijo

  • Quiosque Pão de queijo – Av. Brasil, 610 – Centro
  • Jauense -Av. Juscelino Kubitscheck, 117 – Centro

Açaí

  • Trilha do açaí – R. Franca, 35 – Jardim Lancaster II ou R. Quintino Bocaiúva, 909 – Centro
  • Açaí Falls – Av. Juscelino Kubitscheck, 145 – Centro
  • The Best Açaí – Av. República Argentina, 2023 – Vila Maracana ou Av. Garibaldi, 1185 – Vila A

Churrasco:

  • Rafain Churrascaria – Av. das Cataratas, 1749 – Jardim Iguacu
  • Churrascaria do Gaúcho – Av. República Argentina, 632 – Centro ou Av. Carlos Gomes, 769 – Vila Portes
  • Churrascaria Premium – R. Quintino Bocaiúva, 963 – Centro

Moqueca:

  • Restaurante Tempero da Bahia – R. Mal. Deodoro, 1228 – Centro
  • Bendito – R. Mal. Deodoro, 816 – Centro

Tapioca:

  • Expresso da Tapioca – Av. República Argentina, 3567
  • Barraquinhas no Gramdão – Vila A

Coxinha:

  • Jauense -Av. Juscelino Kubitscheck, 117 – Centro
  • Coxinharia 1950 – Rua Almirante Barroso, 2045
  • Flor de Rabanete – Cozinha Vegana – Av. Garibaldi, 1483 – Vila A

Brigadeiro

  • Dona Filo Brigadeiro Gourmet – R. Capibaribe, 110 – Jardim Manaus
  • Jauense -Av. Juscelino Kubitscheck, 117 – Centro

Acarajé:

  • Restaurante Tempero da Bahia – R. Mal. Deodoro, 1228 – Centro

Conclusão:

Me deu água na boca esse papo todo! As comidas típicas do Brasil com certeza são espetaculares, além dessas opções temos muito mais, onde contam muitas outras histórias.

Como o Pop sabe que turistar degustando deliciosos pratos é uma das maneiras mais prazerosas de descansar e aproveitar a vida, trouxemos esta lista falando um pouco sobre.

Assim você já pode planejar qual comida gostaria de experimentar e aonde ir!

Venha para Foz do Iguaçu e conheça os pontos turísticos maravilhosos, aproveite e dê uma passadinha nos restaurantes. Ou então sem sair de casa, procure receitas de comidas típicas do Brasil e se delicie!

Conte pra gente ai nos comentários, qual dessas comidas típicas é a sua preferida?

Dicas de hospedagem: Pop Hotel, qualidade garantida!

Confira essas matérias!

Nos siga nas redes sociais !

Capa: Imagens do Canva Pro | Matéria e Edições: Bianca Minotto.
pontos turisticos em foz do iguaçu

Pontos turísticos em Foz do Iguaçu

Você conhece os principais pontos turísticos de Foz do Iguaçu?

Nada melhor que aproveitar o período de férias para viajar, então, pensando nisso, separamos uma porção de lugares para visitar em Foz do Iguaçu.

Fazendo divisa com Paraguai e Argentina, a fronteira mais famosa do país merece destaque em se tratando de riquezas naturais e belezas que deliciam os olhos.

Cataratas do Iguaçu pontos turísticos em foz
Cataratas do Iguaçu – Fotografia por Christian Rizzi

Cataratas do Iguaçu

Dizem por aí que a água limpa a alma e esse é o destino certo para isso.

Estando dentre as sete maravilhas da natureza, as Cataratas do Iguaçu reúnem o maior conjunto de quedas d’agua em todo o mundo, com mais de 270 saltos de tirar o folego, sendo o maior deles a famosa Garganta do Diabo, com aproximadamente 80 metros de altura.

Um pedaço da Mata Atlântica em Foz

Por estar localizada no Parque Nacional do Iguaçu, uma das últimas reservas de Mata Atlântica, o destino ainda coleciona uma vasta fauna e flora ao redor, com 185 mil hectares do lado brasileiro e mais 65 hectares do lado Argentina, onde faz fronteira através do rio Iguaçu, grande contribuinte para o nome dado ao lugar.

E se der fome?

Com ônibus panorâmicos que conduzem os visitantes ao interior do parque e vastas passarelas para a apreciação das quedas, o parque ainda conta com o “Porto de Canoas”, um restaurante com uma variedade culinária de atiçar o paladar e com uma vista lindíssima de encher os olhos.

E então, servidos?

pontos turísticos cataratas do iguaçu
Cataratas do Iguaçu – Fotografia por Christian Rizzi

Parque das Aves

Se sua vontade é ver aves fascinantes das mais variadas cores e tamanhos, esse é o lugar certo para você.

Sendo a única instituição do mundo focada na conservação de aves originárias da Mata Atlântica, o Parque das Aves proporciona uma experiência de emersão e conexão entre os visitantes e a fauna do local.

São mais de 130 espécies de aves em mais de 16 hectares de mata atlântica restaurada.

O zelo pelas aves

Visitando o parque você ainda conhece o trabalho de biólogos e veterinários para tentar reverter a crise de conservação que acomete essas aves.

Vale a pena apreciar a vista e ainda levar pra casa uma selfie única com o Papagaio-Verdadeiro, o mascotinho do parque.  

Veja também: Combo Três Maravilhas

Marco das Três Fronteiras

Nosso terceiro destino é o magnifico Marco das Três Fronteiras, com visão privilegiada para os obeliscos que demarcam a fronteira entre Paraguai e a Argentina.

Inaugurado em 1903, o destino centenário agrada a todas as idades, com um passeio delicioso pela praça, um parquinho infantil para os pequenos e a deliciosa culinária iguaçuense do restaurante Cabeza de Vaca.

O que esperar do passeio

Separando em média uma hora para desbravar a riqueza histórica do local, você pode ver uma ambientação lindíssima das Missões Jesuíticas, assistir uma projeção memorial do desbravador Cabeza de Vaca e ainda levar um presentinho pra quem ficou na loja de suvenires.

Aconselho ficar até o fim da tarde, pois o pôr do sol no Marco é uma das coisas mais belas que você verá.

pontos turísticos em foz do iguaçu marco das três fronteiras
Marco das Três Fronteiras – Fotografia por Marcos Labanca

Itaipu Binacional

Satisfeito de belezas naturais?

Separe um tempinho para conhecer a Usina Hidrelétrica de Itaipu, que além de um importante destino de visitação, também utiliza a atividade turística como forma de estimular o desenvolvimento da região entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Sendo a maior geradora de energia limpa e renovável do planeta, a Itaipu possui uma politica de sustentabilidade e um enorme programa de reflorestamento das margens do reservatório.

Produção de energia

Desde 1984, a Itaipu é responsável pela produção de 11,3% da energia consumida no lado brasileiro e mais 88,1% da consumida no lado paraguaio, tendo produzido mais de 2,6 bilhões de megawatts-hora (MWh) até hoje.

Tem 7.919 metros de extensão e mais 196 metros de altura, contando com uma vista privilegiada do vertedouro ao topo da barragem.

Ecomuseu

E se você quiser saber da história dessa gigantesca usina, vale a pena visitar o Ecomuseu.

O espaço recria cenários que vão desde o período pré-histórico até a atualidade, contando com o auxílio de fotografias e objetos antigos e uma maquete de 76 metros quadrados que reproduz toda a região trinacional.

É possível visitar a Itaipu como turista ou por meio da visita institucional, ambas disponíveis tanto no Brasil quanto no Paraguai.

Refúgio Biológico Bela Vista

Com vontade de ver animais exóticos e fascinantes?

O seu lugar é no Refúgio Biológico de Itaipu, que conta com mais de 50 espécies diferentes de animais e 960 gêneros de plantas.

É possível ver diferentes espécies como jaguatirica, urubu-rei, jacaré, quati e muitas serpentes, tudo bem próximo aos equipamentos e colaboradores responsáveis pela produção de energia.

Criada para preservar a fauna e a flora durante a criação do reservatório da usina, o local contorna todo o Canal da Piracema até as edificações do refúgio.

E para quem curte uma boa caminhada, são dois quilômetros em meio a floresta nativa e a experiência é ampliada com ensinamentos sobre o meio ambiente.  

pontos turísticos em foz do iguaçu vale dos dinossauros t-rex
Dream Park Show Vale dos Dinossauros – Fotografia por Rodrigo Mattjie

Museu de Cera Dreamland e Vale dos Dinossauros

Se suas férias perfeitas são as que rendem fotos icônicas com famosos, vale a pena conhecer o museu de cera Dreamland.

Localizado no complexo Dreams Park Show Foz do Iguaçu, o museu reúne estatuas de diversos artistas e personagens fictícios.

Agora, se o que você mais quer é ver um dinossauro bem de perto, seu destino perfeito é o Vale dos Dinossauros.

São várias réplicas perfeitas dos habitantes jurássicos do planeta, com animações eletrônicas de gelar a espinha.

É diversão garantida para a família toda.

Onde comprar os ingressos dos pontos turísticos em Foz do Iguaçu

Você pode conseguir pacotes promocionais inéditos e o melhor preço na compra de ingressos através do site oficial do Combo Iguassu, além do aluguel de veículos e passes de transportes compartilhados.

E aí, vai perder a oportunidade de visitar todos esses pontos turísticos em Foz do Iguaçu?

Veja também:

E onde se hospedar?

Enfim todos esses passeios me deram água na boca e já sei onde comprar meus ingressos, mas e agora, onde me hospedo?

Moderno e tranquilo, o Pop Hotel é o melhor lugar para passar a estadia quando vir a Foz do Iguaçu, com acomodações baratas e cheias de conforto.

E sabe quem já recomendou o Pop Hotel? O Guia da Fronteira! Da uma olhadinha nessa postagem que ele fez no Instagram.

Conclusão – Pontos turísticos em Foz do Iguaçu

Depois de tudo isso, eu duvido que você ainda tenha dúvidas de onde passar as suas férias.

Visitar os pontos turísticos em Foz do Iguaçu pode proporcionar a você uma das melhores temporadas da sua vida, com passeios inesquecíveis e que cabem no seu bolso.

Vale a pena trazer sua família e conhecer a terra das Cataratas.

Veja também: Pacote Baixa Temporada 2021

Siga nossas redes sociais!

Matéria por Arielle Farias

Imagem de capa: Pixabay

La aripuca

La Aripuca em Foz do Iguaçu – O que é, Preços e Dicas

Um dos mais interessantes passeios na Tríplice Fronteira, La Aripuca, é um atrativo um pouco desconhecido pela maioria dos visitantes que viajam para Foz do Iguaçu!

Por isso, viemos trazer mais informações sobre esse ótimo passeio, como ele é, como ir até lá, onde comer e valores dos ingressos!

Curiosos para essa aventura envolvente de história, cultura e passeios interessantíssimos?

Então confira! 

O que é La Aripuca?

La aripuca
La Aripuca – Imagem cedida pelo atrativo.

La Aripuca, é um pequeno parque eco-turístico que conta com gigantes construções. 

Construída com árvores resgatadas de 30 espécies nativas da Selva de Missiones, La Aripuca conta com 17 metros de altura e mais de 5 toneladas. 

O local mostra como era a armadilha indígena conhecida como “arapuca”, utilizada na caça de animais, o atrativo foi construído numa versão bem maior do que o normal.

Ao todo são quatro áreas de visitação: La Aripuca, Tacurú, Yateí, Cucurucho e Termitas.Todas as áreas serão especificadas ao longo dessa matéria.

O lugar tem como objetivo mostrar a importância da natureza em na vida do ser humano, e incentivar a preservação ambiental, além de ensinar sobre a cultura, tradições e crenças da região.

Como é o passeio?

Agora que você já sabe o que é a La Aripuca, deve estar bem interessado em saber como é o passeio na Argentina! 

Não se preocupe, deixamos as informações mais essenciais, para você fazer esse incrível atrativo turístico da região!

Trajeto:

O início da visita é acompanhado por um guia do atrativo, que fornece informações iniciais sobre a atração. O passeio dura em média 1 hora, com uma caminhada por um ambiente em meio a natureza, “Lá Aripuca”, é a principal construção do local. 

Lá você também encontra banheiro, lojinhas e restaurante. Então pode ficar tranquilo, você vai aproveitar um local interessante, bem cuidado e atrativo, com todas as estruturas essenciais para sua viagem na Argentina. 

Lojas na La Aripuca: 

Com média de 17 metros de altura e 500 mil kg, está hoje considerada uma obra de arte indígena, servia inicialmente para caça de animais, que eram o alimento do povo indígena local. Está literalmente era uma “arapuca” para os animais capturados, mas se quisessem libertar os animais também era possível, já que a estrutura da La Aripuca permitia soltá-los.

Mas além da La Aripuca, na local se encontram duas lojas, a primeira chamada de Tacurú (Pedaço de Pedra), uma é uma lojinha de artesanatos, rústica e bem tradicional. A segunda é a Yateí (Planta da Família de Las Palmas), outra loja que é especializada em produtos locais, construída em uma habitação rural. 

Quanto custa o Ingresso na La Aripuca?

La aripuca
La Aripuca – Imagem cedida pelo atrativo.

Para aproveitar esse atrativo turístico, é preciso pagar uma taxa de entrada. Sendo possível pagar em cartão ou dinheiro, como pesos argentinos, que você pode adquirir numa casa de câmbio em Foz do Iguaçu!

Os valores para esse passeio são em torno de 70 pesos, ou R$ 20,00. Mas deve-se consultar na própria La Aripuca preço atualizado

Horários para Visita:

  • Aberto todos os dias, das 08:00 às 19:30 (horário local de Puerto Iguazú). 

Perfeito para entrar com tranquilidade na sua programação de roteiro em Foz do Iguaçu!

Obs: Horários sujeitos a alteração, conforme o desejo do atrativo. 

Como chegar até o atrativo?

Para chegar até lá, é necessário ir para Puerto Iguazú na Argentina, atravessar a fronteira e ir até La Aripuca, que se localiza especificamente Ruta 12, Km 4 ½, Puerto Iguazú, Misiones, Argentina.

Se quiser, uma dica de como ir aos passeios em Foz do Iguaçu e região, é utilizando os serviços de transporte da Combo Iguassu, que te leva para conhecer este atrativo peculiar da Argentina.

Para saber mais, acesse: Combo Iguassu.

Restaurantes e Bebidas na La Aripuca:

Se vai procurar onde comer em Puerto Iguazú, na La Aripuca tem dois restaurantes para você!

No Cucurucho, um bar da região de visitação, você pode tomar sucos e sorvetes, além de outras bebidas que serão perfeitas para se refrescar durante seu passeio.

Nas Termitas (Cupim, grande danificação na madeira), nesse restaurante serve-se almoços com pratos típicos da região, além de outros lanches. 

Vale a pena visitar a La Aripuca em Foz do Iguaçu?

O passeio possibilita o prazer conhece um pouco mais sobre a Mata Atlântica, ótima opção para quem gosta de conhecer sobre outras culturas. 

Além de claro, ser um passeio bem relaxante e tranquilo. Interessante por questão da estrutura enorme da La Aripuca, com troncos de madeira, que tem esculturas e escadarias em seu interior. 

Dicas para aproveitar o passeio:

  • Opte por roupas frescas e mais adequadas para passeios longos.
  • Use um sapato confortável, se tiver um esportivo ou de caminhada já pode ajudar!
  • Separe um tempo adequado para esse atrativo, se preferir una ele a outros em Puerto Iguazú.
  • Tenha seus documentos essenciais, como RG e passaporte atualizados!
  • Não esqueça dos documentos! Sem RG não se passa da fronteira!
  • Menores de idade só poderão atravessar a aduana, com seus pais ou responsáveis legais, ou com uma autorização registrada em cartório. 
  • Respeite as culturas e as esculturas locais.

Conclusão:

La aripuca
La Aripuca – Imagem cedida pelo atrativo.

Nós te apresentamos La Aripuca, um dos melhores passeios em Puerto Iguazú, na Argentina. Que não fica longe da fronteira, na verdade ele é de fácil realização. 

Se você vem pela primeira vez para Foz do Iguaçu e deseja vê-lo, aconselhamos que se informe com antecedência dos preços e os horários que podem sofrer alterações, conforme o desejo do atrativo. 

Mas em resumo, quando ir para Puerto Iguazú, aproveite para conhecer esse interessantíssimo parque ecoturístico, ver suas belezas obras históricas, artesanais e aperitivos locais! 

Venha para Foz do Iguaçu, fique no Pop Hotel!

Com ótimo custo-benefício, quartos excelentes, confortáveis e aéreas extras de lazer como academia e sala de jogos. O Pop Hotel tem tudo para ser sua hospedagem adequada na cidade! 

>> Conheça nossos super Pacotes em Foz do Iguaçu << 

Quem nos indica diz: Guia da Fronteira (Manoela de Costa) – Via Instagram.

Pontos turísticos do Paraguai Dicas das melhores atrações

Pontos turísticos do Paraguai: Dicas das melhores atrações

Quando falamos em pontos turísticos do Paraguai, a primeira coisa que nos vem à mente são os grandes centros comerciais, não é mesmo?

Mas você sabia que os pontos turísticos do Paraguai tem muito mais o oferecer do que mercadorias a preços inferiores aos do Brasil?

Se você tem planos de dar um pulo no país vizinho, não deixe de conferir as dicas deste artigo para aproveitar a sua viagem ao máximo.

Boa leitura!

Quais cidades conhecer no Paraguai?

Vamos começar falando sobre cidades que você precisa conhecer em sua visita ao Paraguai.

Você vai ver que não faltam atrações para todos os gostos por lá.

1. Assunção

Assunção é a capital do Paraguai, com pouco mais de 500 mil habitantes.

Ela é considerada uma cidade organizada, acolhedora e limpa.

Além disso, por ser um importante centro político e econômico, é lá também onde se encontram as principais atrações turísticas do país.

Vamos conhecê-las?

Paisagem em assunção - Pontos turísticos do Paraguai: Dicas das melhores atrações
Paisagem em Assunção – Créditos Pixabay.

O que fazer em Assunção

Cada vez mais, a capital do Paraguai tem se destacado por oferecer uma estrutura completa aos turistas.

Para os amantes da cultura, um prato cheio: museus e monumentos estão distribuídos pela cidade, que chama a atenção pela sua arquitetura colonial.

A boa notícia é que grande parte dessas atrações estão localizadas no centro histórico, sendo possível conhecer praticamente tudo a pé.

Confira as principais:

  • Museu Casa da Independência
  • Palacio del Gobierno, com sua bela arquitetura
  • Centro Cultural da República, antiga construção hoje voltada para a exibição de diversas atrações gratuitas
  • Calle Palma, rua cheia de artesanato e arte
  • Loma de San Jeronima, uma pracinha colorida que lembra o Caminito argentino
  • Panteão Nacional dos Heróis
  • Catedral Metropolitana de Assunção, igreja no estilo neoclássico
  • Costanera, grande avenida ideal para fazer caminhada e presenciar um belo pôr do sol
  • Lido bar, restaurante mais tradicional da região.
O que fazer em Assunção à noite

Depois de bater tanta perna, nada mais justo do que encerrar as programações do dia com o melhor da gastronomia paraguaia. 

Aqui estão algumas opções interessantes para jantar e se divertir:

  • Shopping Paseo La Galeria, cheio de barzinhos e restaurantes 
  • Paseo Carmelitas, uma outra galeria cheia de atrações gastronômicas, com shows e música ao vivo
  • Bar San Roque, para relaxar 
  • Cassinos, os jogos de azar são muito populares em Assunção 
  • Teatro Municipal de Assunção, com vários espetáculos gratuitos.

A cidade de Assunção no Paraguai é perigosa?

Talvez por ser um centro urbano localizado em um país em desenvolvimento, muita gente tem dúvidas se Assunção é um lugar seguro de se visitar.

É claro que, como qualquer outra cidade grande do mundo, a recomendação é que se deve ficar sempre atento a seus pertences.

Mas Assunção é considerada por muitos viajantes como uma das capitais mais seguras da América Latina.

E a impressão geral é de que passear pela região não apresenta perigo durante o dia e nem à noite.

Reveillon em Assunção no Paraguai

Assunção também é um destino que têm crescido entre os brasileiros durante as festas de fim de ano.

Isso porque programar uma viagem de última hora nessa época é missão praticamente impossível no Brasil, com hotéis lotados e preços de passagem lá em cima.

Já Assunção está logo ali, no país vizinho, e o que não faltam são resorts e festas tradicionais com direito ao melhor da gastronomia paraguaia, e, claro, queimas de fogos – tudo a preços muito mais acessíveis.

pontos turísticos do paraguai shopping Paris
Shopping Paris

2. Ciudad del Este

O famoso paraíso das compras dispensa apresentações.

Ciudad del Este está entre os destinos mais procurados por quem visita a vizinha brasileira Foz do Iguaçu, no Paraná. 

A ideia é fazer um bate-volta entre os grandes centros comerciais da região, que oferecem desde eletrônicos a artigos de decoração para a casa, que podem chegar a até 50% dos valores praticados no Brasil.

O que fazer na Ciudad del Este

E já que o assunto do momento são as comprinhas, aí vai uma lista de shoppings e lojas confiáveis para você explorar e voltar cheio de sacolas para a casa.

  • Casa Nissei
  • Shopping del Este
  • Shopping Paris
  • Shopping China
  • Casa Nippon
  • Monalisa
  • Cellshop.

3. Caacupé, Yaguarón e Areguá

Quem pretende passar por Assunção tem muito a ganhar com uma esticadinha até essas três cidadezinhas históricas, seja para compras, turismo religioso ou simplesmente deixar sua viagem mais rica.

4.Trinidad y Jesús

As ruínas dessas duas igrejas jesuítas são hoje Patrimônio Mundial da Unesco. 

As construções ficam a apenas poucos quilômetros de Encarnación, região sobre a qual falaremos com mais detalhes daqui a pouco.

Ponte da Amizade - Pontos turísticos do Paraguai: Dicas das melhores atrações
Ponte da Amizade em CDE – Avant Produções

Conheça os principais pontos turísticos e culturais do Paraguai

A nossa lista de atrativos turísticos e culturais no Paraguai ainda não acabou.

Veja só passeios que você precisa considerar:

  • Usina Binacional de Itaipu, o lado paraguaio da hidrelétrica tem praticamente as mesmas atrações que o lado brasileiro
  • Marco das Três Fronteiras, o lado paraguaio da tríplice fronteira
  • Lago Ypacaraí, a 50km de Assunção, ideal para fugir do calor nada modesto do Paraguai.
  • Yatch & Golf Club – um dos melhores resorts em Assunção voltados para a prática do golfe, esporte popular no Paraguai.

Melhores praias para conhecer no Paraguai

Basta uma rápida olhada no mapa para perceber que o Paraguai não tem saída para o mar.

Mas isso não significa que não seja possível curtir uma praia de água doce, certo?

Então, se liga nestas dicas:

1. Praias de Encarnación

Ao sul de Assunção, Encarnación é o destino de verão favorito entre os paraguaios. 

Ao longo do Rio Paraná, uma faixa litorânea foi construída para passeios e abriga ainda três praias principais: San Jose, Mbói Ka’e e Pacu Cua  

2. Praia de Assunção

Formada por uma pequena faixa de areia às margens do rio, a praia de Assunção pode ser acessada por meio da avenida Costanera.

Ela tem praticamente todas as caraterísticas da nossas praias brasileiras, como pessoas praticando esportes, curtindo o sol ou tomando uma cerveja gelada.

Ecoturismo Paraguai: Saiba o que é possível fazer

Saltos do Monday - Pontos turísticos do Paraguai: Dicas das melhores atrações
Saltos do Monday – Imagem cedida pelo atrativo

Para os amantes da natureza, um pequeno pedaço do Pantanal brasileiro pode ser explorado no famoso Gran Chaco, com foco em preservação ambiental e conservação da vida selvagem.

Já o Parque Municipal Saltos del Monday é cheio de opções para aventureiros, como trilhas e cachoeiras. 

F na cidade de Presidente Franco e faz fronteira com Foz do Iguaçu.

O que fazer no Paraguai em 3 dias?

Agora que você está convencido de que vale tirar uns dias a mais para conhecer o Paraguai, deve estar precisando de uma mãozinha para organizar seu roteiro pelo país, não é?

Que tal se inspirar neste roteiro de três dias?

  • Dia 1 – Conheça as principais atrações turísticas de Assunção e finalize o dia com o melhor da gastronomia paraguaia
  • Dia 2 – Faça um bate-volta para as atrações vizinhas, como Caacupé, Yaguarón e Areguá, ou dê uma aliviada no calor visitando o Lago Ypacaraí
  • Dia 3 – Dirija-se para a Ciudad del Este e aproveite o paraíso das compras.

Dicas bônus para quem está pensando em viajar para o Paraguai

Agora, algumas dicas de ouro para aproveitar ao máximo suas compras no Paraguai:

  • A melhor forma de comprar no Paraguai é com dólar. Procure providenciá-los o quanto antes e jamais troque seu dinheiro de forma não oficial
  • Evite lojas pequenas sem referências e fuja de camelôs e ambulantes nas ruas
  • Lembre-se: o novo limite de compras para brasileiros no Paraguai é de US$ 500 por pessoa.

Qual o melhor lugar para fazer compras no Paraguai 

Não existe um lugar único e ideal para fazer compras no Paraguai – tudo vai depender daquilo que você esteja procurando.

Aqui no artigo, a gente trouxe várias dicas bacanas de centros comerciais na Cidade del Este.

Mas mesmo em Assunção é possível fazer boas compras a preços baixos.

Veja algumas opções entre as regiões mais populares:

  • Calle Palma, uma rua gigantesca que oferece eletrônicos e celulares de última geração.
  • Villa Morra, área que abriga dois shoppings centers com tudo o que você imaginar.

Conclusão

Agora, não restam mais dúvidas: o Paraguai tem muito mais a oferecer do que precinhos irresistíveis. 

E depois de conhecer tanta novidade, é claro que você vai precisar de um cantinho especial para repor as energias quando retornar ao Brasil, não é mesmo?

Por isso, é bom saber: o Pop Foz Hotel é a mais nova opção em Foz do Iguaçu para quem procura acomodações baratas sem abrir mão do conforto e da localização privilegiada.

Parece uma boa ideia para você?

Então, entre em contato com a gente e garanta já a sua reserva!

Foto de capa: Créditos Pixabay

pescaria na argentina

Guia de Pescaria na Argentina (2020)

Que tal uma pescaria na Argentina?

Cataratas Argentinas – Foto cedida pelo atrativo

O país do tango, das paisagens deslumbrantes, das deliciosas carnes e dos vinhos, é também um verdadeiro paraíso para os amantes da pesca esportiva.

Com o turismo tão desenvolvido de Norte a Sul, a Argentina já se consolidou como o principal destino de pesca da América do Sul, provando que é muito mais que sua capital, Buenos Aires.

Se você é pescador de carteirinha ou entusiasta do assunto, trate de ficar com a gente até o final deste post.

Nele, você confere as principais dicas sobre a pesca na Argentina para você se programar em 2020.

Então, prepare sua isca, o anzol, e vamos nessa!

Temporada de Pescaria na Argentina 2020

A excelente reputação da Argentina para pescaria pode ser explicada pela proximidade um tanto quanto privilegiada de algumas de suas províncias com o Rio Paraná, o maior afluente da Bacia do Prata.

É bem verdade que, do lado brasileiro, o Rio Paraná não é exatamente o campeão em termos de qualidade. 

pescaria na argentina cachoeiras
Rio Iguaçu – Puerto Iguazú na Argentina (Créditos da imagem: Pixabay)

Já o trecho que banha a Argentina não deixa nada a desejar: ele é conhecido pela incrível quantidade e variedade de peixes, muito provavelmente por conta de sua profundidade e leis rigorosas que garantem a excelente preservação de suas margens.

Por conta do ótimo custo-benefício, os brasileiros adeptos do esporte nem pensam duas vezes antes de se deslocarem para os melhores destinos de pescaria na Argentina.

Afinal, quem se aventura por essas regiões pode segurar com as próprias mãos vários gigantes, como:

  • Dourados 
  • Piracanjubas 
  • Pintados 
  • Piaparas
  • Surubins
  • Jaús
  • Bagres
  • Patis
  • Cacharas
  • Pitá pitá
  • Pacus e muito mais.
pescaria na argentina peixe
Peixe Bagre (Créditos da imagem: Pixabay) 

Entre os meses de janeiro a março, as águas ficam mais barrentas no rio Paraná e servem de habitat para os peixes de couro. 

Com a abertura oficial do inverno, a partir de 21 de junho, surge a temporada dos surubins-pintados. O frio também atrai patis, bagres e jaús. 

Já os dourados, os grandes destaques da região, são mais facilmente encontrados a partir de agosto ou setembro, quando é possível capturar até 30 dourados em um único dia! 

Na primavera, o local é um prato cheio para piracanjubas.

O Rio Paraná também fecha para a reprodução dos peixes. 

Esses períodos são organizados em rodízios de acordo com as cidades da região e normalmente acontecem entre novembro e dezembro.

Documentos para Pescar na Argentina

Para pescar na Argentina, algumas exigências devem ser observadas. 

Uma delas é a obrigatoriedade da Licença de Pesca, que você pode providenciar no seu próprio hotel.

Lembrando que a atividade na Argentina é resguardada por leis severas, que prezam por uma pesca responsável, sustentável e focada na preservação das espécies.

Portanto, nada de pesca predatória, com redes e espinhéis. 

pescaria na argentina peixe dourado
Peixe Dourado (Créditos da imagem: Pixabay

Isso também significa que alguns peixes devem ser devolvidos ao rio: dourados e pintados, só pesca esportiva – ou o famoso “pesque e solte”.

Já peixes como bagres, jaús e piaparas tem o consumo liberado, mas apenas no local.

Além disso, o governo argentino está sempre de olho quanto ao limite da pesca de determinadas espécies, dependendo da época do ano, da região ou da disponibilidade dos peixes nas águas.

Para entrar no país, você vai precisar do seu RG com foto ou de um passaporte válido. 

Pacotes de Pescaria na Argentina

Como vimos há pouco, o lado argentino do Rio Paraná está para peixe praticamente o ano todo.

E a melhor forma de fazer isso é contratando um pacote de pescaria com alguma agência especializada e de confiança.

Normalmente, os pacotes oferecem tudo o que você precisa para curtir sua atividade sem dor de cabeça, como transporte até os melhores lugares para pescaria na Argentina, alimentação e todo o material necessário para o esporte.

Para os brasileiros, a melhor maneira de realizar esses passeios é saindo de Foz do Iguaçu, a cidade no Paraná que faz fronteira com a Argentina. 

Agências como a Combo Iguassu, por exemplo, oferecem ótimos pacotes envolvendo passeios em toda a região.

Melhores destinos de pesca na Argentina

pescaria na Argentina por do sol
Pôr do Sol no Rio Paraná (Créditos da imagem: Pixabay)

Não dá para falar de pesca na Argentina sem falar da província de Corrientes, no Norte do país. 

O local abriga ainda várias cidadezinhas famosas pela infraestrutura que oferecem ao pescador.

Dá só uma olhada nos locais mais disputados da região:

Corrientes

Também conhecido como a Mesopotâmia argentina, esse é o destino que mais atrai brasileiros em busca de pesca esportiva. 

Na província, cercada pelos rios Paraná e Uruguai, é muito comum se deparar com peixes de grande porte que, dificilmente, são encontrados no Brasil. 

Só para você ter uma ideia, os dourados na região chegam a pesar 30kg, e, os pintados, 70kg. 

Embora a alta temporada aconteça entre agosto e outubro, é possível pescar na região o ano inteiro.

Puerto Rzepecki

Além de ser um local paradisíaco com belíssimas paisagens de natureza exuberante, Puerto Rzepecki é famoso por oferecer toda a infraestrutura necessária para o pescador.

Esquina

Esquina é uma pequena cidade que fica na Província de Corrientes. 

Cercada pelos rios Paraná e Corriente, o bioma de Esquina lembra o nosso Pantanal. 

Na região, o turismo de pesca também é bastante tradicional, oferecendo uma excelente estrutura para o esporte e pousadas para todos os gostos.

Paso de la Patria

Também localizada em Corrientes, Paso de la Patria fica às margens do Rio Paraná e é conhecida pela enorme quantidade de dourados gigantes. 

Não é à toa que a região ganhou por lá o apelido de “El paraiso del dorado”.

Rosario

pescaria na Argentina ponte em santa fé

Localizada na província de Santa Fé, Rosario também é banhada pelo rio Paraná o oferece pescarias incríveis. 

Outras atrações locais além da pesca esportiva são a gastronomia típica, passeios de caiaque, stand up paddle e praia.

Conclusão: Pescaria na Argentina vale a pena?

A pescaria na Argentina oferece o melhor custo-benefício para os fãs do esporte. 

O lado argentino do rio Paraná, maior afluente da Bacia do Prata, é dono de uma biodiversidade incrível que inclui peixes de inúmeras espécies e tamanhos, como os famosos dourados gigantes.

Para quem sai do Brasil, a melhor opção é para chegar lá é através de Foz do Iguaçu. 

Nossa dica de ouro é que você faça um pit stop na cidade paranaense para conhecer todas as maravilhas da região: as inigualáveis Cataratas, a usina de Itaipu e a gastronomia local são apenas algumas delas. 

E para aproveitar todos esses passeios com muito mais com conforto, comodidade e preços baixos, o Pop Foz Hotel é um achado bem no centro na terra das Cataratas.

Com localização privilegiada, o hotel oferece ainda wi-fi gratuito, ar-condicionado, sala de jogos e academia, TV a cabo, entre outros serviços.

Por isso, na hora em que decidir visitar os nossos hermanos para capturar o seu troféu, conte com a gente. 

Temos certeza que podemos tornar a sua experiência ainda mais especial!

templo budista foz do iguaçu

Templo Budista Foz do Iguaçu: Dicas de passeio

O templo budista Foz do Iguaçu é o local ideal para completar a sua experiência de viagem a essa bela cidade, localizada no oeste paranaense.

Um passeio como esse sempre oferece atrações diversas.

Porém, entre um deslocamento para um e outro ponto turístico, é sempre bom ter um tempinho para acalmar a mente, não é mesmo?

Se esse é o seu caso, na próxima visita a Foz, não deixe de conhecer o Templo Chen Tien.

Localizado às margens do Rio Iguaçu, o local conta com 50 hectares, jardins exuberantes e mais de 120 estátuas.

A harmonia é aliada à paz dos ensinamentos budistas, e à cultura de diversas etnias que passaram pela cidade de Foz do Iguaçu.

Tudo isso faz do espaço um dos lugares mais especiais da Região Sul do país.

Ao longo desta leitura, você vai saber mais sobre o templo budista de Foz do Iguaçu e como garantir essa visita.

Acompanhe!

Dicas Templo Budista Foz do Iguaçu

templo budista foz do iguaçu estatua buda
Avant – Produções

Inaugurado em 1996 em Foz do Iguaçu, o parque atrai turistas do Brasil e do mundo.

Nos jardins do templo, cuidadosamente preservados, você encontra mais de 120 estátuas, cada uma com o seu significado. 

A de maior destaque é a do Buda, com sete metros de altura.

O templo também é reconhecido por sua simplicidade – bem diferente de outras edificações budistas no Brasil e na Índia – mas com rara beleza.

Nos próximos tópicos, a gente dá todas as dicas para visitar o templo budista de Foz do Iguaçu.

Como Ir ao Templo Chen Tien?

O templo fica localizado no bairro de Porto Belo, na rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99.

Vamos conhecer as principais opções de transporte até lá?

Ônibus

No terminal de transporte urbano, você deve procurar a linha 103 (Jardim das Flores – Porto Belo). 

Esse ônibus levará você até à entrada do parque. 

Informe ao motorista o seu destino e ele o deixará a poucos metros da entrada do templo.

Pacotes e agências de turismo

Para mais comodidade, você pode optar por comprar um pacote para visitar o templo, que pode ser tanto individual quanto em grupo. 

A vantagem é que você segue com um guia e pode ter mais informações sobre o local e a religião. 

O passeio tem curta duração, dura em média de 20 a 30 minutos, mas é suficiente para conhecer todo o espaço.

A nossa dica é que garanta esse passeio com a Combo Iguassu.

Carro

Caso opte por ir em um carro particular, siga pela Avenida Tancredo Neves no sentido Itaipu. Há sinalização na via, e é só segui-la.

Quanto Custa o Ingresso ao Templo?

templo budista em foz do iguaçu estatuas

O templo budista de Foz do Iguaçu segue a linha Mahayana, que possui grande presença na China, Japão e em outros países da Ásia.

É considerado o segundo maior na América Latina. 

E a visitação ao templo é gratuita. 

O horário de funcionamento vai de terça a domingo, das 9h30min às 16h30min.

Regras do Templo Budista em Foz

templo budista foz do iguaçu estua deitada

Por ser um local religioso, onde vivem monges, é preciso seguir algumas regras.

Tudo é pensando para respeitar os anfitriões e também as diretrizes da filosofia budista. 

Anote aí o que pode ou não fazer no templo:

  • Não é permitido fotografar o interior do templo
  • Não é permitido o consumo de bebidas alcoólicas
  • Não subir nas plataformas
  • A entrada é vetada para bicicletas, motos, patins e animais
  • Não tocar nas estátuas
  • Os jardins não podem ser usados para lanches, como piqueniques

O templo tem um espaço para a venda de souvenirs e artesanatos, onde o visitante pode comprar e levar uma lembrança do local.

O que é Budismo?

templo budista foz do iguaçu monges
Créditos da foto: Pixabay

O Budismo tem origem na Índia, e nasceu dos ensinamentos de Sidarta Gautama, mais conhecido como Buda. 

Buda era um príncipe que nasceu 600 anos antes de Cristo e, ao ver a miséria do lado de fora do seu castelo, abdicou do trono aos 29 anos.

Ele se recolheu após a renúncia para entender o significado de si e do mundo à sua volta. 

Assim, nasceu a religião e filosofia budista.

O principal objetivo desse movimento é proporcionar a libertação da tristeza, fazendo com que os praticantes da filosofia encontrem a felicidade.

O Budismo busca o controle da mente a fim de elevar a paz, serenidade, sabedoria, liberdade e alegria.

Budismo no Brasil

O Budismo chegou ao Brasil em 1908 com os imigrantes japoneses, que vieram acumular recursos financeiros para retornar à sua terra natal. 

Mas, com o advento da 2ª Guerra Mundial, que devastou o Japão, eles se estabeleceram definitivamente no Brasil e começaram, então, a disseminar a religião budista.

No século XIX, o Brasil também recebeu coreanos e chineses, chegados ao país devido a dificuldades político-econômicas em suas nações.

Em 1950, foi construído na cidade de São Paulo o primeiro templo budista do país, o Soto Zenshu Zen.

Após cinco anos, foi inaugurado, também na capital paulista, o templo Busshinji para ser a sede dessa escola de Soto Zenshu.

O filosofia budista continua a crescer a cada dia no Brasil, e é caracterizada pela diversidade e atração constante do Budismo Tibetano.

Passeio Religioso e Espiritual: O que Fazer em Foz do Iguaçu?

templo budista foz do iguaçu estatuas enfileiradas
Créditos da foto: Pixabay

A cidade de Foz do Iguaçu abriga muitas belezas além das conhecidas Cataratas do Iguaçu e a Hidrelétrica de Itaipu Binacional

Localizada na tríplice fronteira do Brasil com o Paraguai e a Argentina, a cidade também abriga importantes templos religiosos e outros pontos turísticos.

São alguns dos responsáveis por atrair milhões de turistas do Brasil e do mundo. 

Confira!

Templo Chen Tien e Conhecer Estátua Mi La Pu San 

Como você viu até aqui, quem visita Foz do Iguaçu tem a opção de conhecer o Templo Chen Tien.

No templo, você encontra também a Estátua de Mi La Pu San, que é a figura de Buda sentado.

Na sua imponência de 7 metros de altura, ela compõe o jardim do templo, sendo um dos locais mais fotografados pelos visitantes.

Mesquita de Foz do Iguaçu

templo budista foz do iguaçu buda gigante
Avant – Produções

A cidade também tem uma forte presença da comunidade árabe e, em 1980, foi construída a Mesquita de Foz do Iguaçu.

A edificação é de beleza única, tanto do lado de fora quanto em seu interior.

A entrada no local é gratuita, mas você precisa respeitar algumas regras.

Entre elas, retirar os sapatos antes de entrar, usar roupas adequadas ao ambiente e aguardar o fim das orações para ingressar na Mesquita.

O local está aberto para visitação de segunda à sexta, das 9h às 11h30min e das 14h às 16h30min. 

Aos sábados, abre das 9h às 11h30min.

Triplice Fronteira

A Tríplice Fronteira marca a união dos limites territoriais e políticos de três países: Brasil, Argentina e Paraguai

No local, além de poder apreciar um belo pôr do sol, é possível caminhar pelo calçadão e contemplar a vista do espaço.

É ideal para quem deseja meditar enquanto observa a beleza do lugar.

Conclusão

Como vimos ao longo desta leitura, o templo budista de Foz do Iguaçu é mais um atrativo dessa bela cidade

A visitação ao espaço é uma experiência única, que garante um encontro especial com a filosofia de Buda.

E, para ficar ainda melhor, só resta garantir a sua hospedagem com o melhor custo-benefício.

Nessa hora, sua escolha certeira é o Pop Hotel Foz.

Estamos aguardando você aqui!

Polo Astronômico

A Itaipu Binacional é a maior geradora de energia limpa e renovável do planeta, a Usina hidrelétrica é uma imensa barragem onde fica o Parque Tecnológico Itaipu que abriga os tais atrativos: polo astronômico, Ecomuseu e refúgio biológico.

Polo astronômico

Localizado dentro do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) o Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho é um dos atrativos que compõem a Itaipu, o Polo astronômico é um centro de ciências com foco na Astrologia da Usina Hidrelétrica Itaipu, conhecido por contemplar as constelações e planetas, as principais atividades são observação via telescópio, observação a olho nu, planetário e aulas sobre conceitos de astronomia.

O Polo Astronômico ganhou seu nome em homenagem a Casimiro Montenegro filho, que foi um aeronauta e professor com o propósito de impulsionar a ciência no Brasil.

Na área educacional, o Polo costuma ser muito visitado por alunos do ensino fundamental e médio, pois segundo os educadores, ajuda na formação de uma cultura cientifica mais ampla, além de incentivar a educação de jovens a se tornar novos astrólogos.

Como é o passeio no Polo Astronômico?

Após entrar no complexo o passeio funciona da seguinte maneira, um tour pelo Parque Tecnológico Itaipu começa passando por todos os atrativos do complexo turístico de Itaipu até chegar ao Polo. O passeio no atrativo começa com uma apresentação do Centro Tecnológico e do Polo Astronômico. Um pouco da história do local é contada e depois começa de fato as apresentações em uma breve introdução sobre o Sol e as particularidades das estações do ano.

A apresentação tem como objetivo mostrar alguns dos equipamentos montados no Polo Astronômico, como o Relógio do Sol, um relógio das estações do ano feito no terreno, que mostra como nossos antepassados calculavam as horas durante o dia, e as estações do ano, logo na entrada do Polo a vários folhetos explicativos, além da decoração temática impecável, com exposições de meteoritos, e quadros enormes com as constelações e planetas com suas devidas curiosidades.

O local, conta com uma equipe que orienta os visitantes, e responde suas perguntas de forma coerente para que ela entenda, mais a frente temos a área de estudo, com um enorme telescópio que lhe mostra as estrelas e dependendo do dia consegue lhe mostrar a posição exata da lua naquele momento, sem dúvida essa é uma das partes mais incríveis do lugar.

Por último, o interesse é despertado logo na entrada, no Espaço Universo, onde estão expostas réplicas em miniatura de sondas e naves espaciais, protótipos de planetas e simuladores do sistema solar. Logo na sala mais a frente com várias poltronas inclinadas para cima, todos se sentam, as luzes se apagam e o show começa, é impressionante como eles conseguem ilustrar certinho uma viagem pelo espaço, em menos de 20 minutos você conhece ver todas as constelações e planetas distantes. Para tornar mais real, as poltronas se movimentam a cada viagem estelar, o que torna tudo mais curioso e divertido.

A saída para o passeio acontece duas vezes ao dia, todas as terças e quintas. Se você deseja fazer o passeio no horário noturno deverá comprar seu ingresso antecipadamente para as sextas ou sábados onde aumentam um horário noturno para a visitação. Confira antecipadamente horários e disponibilidade, pois o passeio depende de condições climáticas para ocorrer, e as vagas são limitadas a no máximo 30 pessoas por passeio.

Valor do Ingresso: R$ 29,00 por pessoa

Duração em média de 2h30.

O passeio ocorre toda Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado e Domingo, com duas opções de saída: 10h e as 16h;

Endereço: Av. Tancredo Neves, 6731 Bairro Porto Belo – Foz do Iguaçu – PR

Outras opções de passeios que Itaipu Binacional oferece:

Ecomuseu

Quer saber mais sobre a história do Parque Tecnológico venha conhecer um pouco sobre o Ecomuseu, ele recria os cenários pré-históricos sobre a construção da usina, além de objetos e peças da época que ajudam a contar melhor essa história, a povoação de Foz do Iguaçu também se faz presente no museu, tem também uma volta ao passado guiada por instalações e equipamentos que permitem interação e maior realismo à experiência.

Se você gosta de ciência, ou é fascinado por estrelas e histórias, venha conhecer o Parque tecnológico Itaipu, com mais de 75,54 hectares, o espaço coabita empresas, universidades, centros de pesquisa, projetos de educação, empreendedorismo, cultura, inovação e negócios.

Os horários de visita do Ecomuseu são às 10h às 19h, de terça a domingo.

Duração em média de 1h30.

Valor do ingresso: R$ 18,00 por pessoa.

Endereço: Av. Tancredo Neves, 6731 Bairro Porto Belo – Foz do Iguaçu – PR

Refúgio Biológico Bela vista

Centro de preservação da fauna e flora onde se aprende mais sobre conscientização ambiental, reflorestamento e cuidado com os animais, e muitas lições sobre meio ambiente. O refúgio Biológico Bela Vista é uma unidade de proteção que recebe milhares de plantas e animais desalojados pelo reservatório da usina, animais que foram resgatados após a construção da Itaipu onde são protegidos até hoje por uma equipe especializada do refúgio Biológico.

Horários: Terça-feira a Domingo 8h30, 10h, 14h30 e 15h30

Valor do ingresso: R$ 29,00 por pessoa.

Endereço: Av. Tancredo Neves, 6731 Bairro Porto Belo – Foz do Iguaçu – PR

Horário de atendimento dos atrativos

Os horários de visita do Polo Astronômico são às 10h e às 16h, de terça a domingo. Às sextas e sábados, há também o horário de visita noturna, às 19h30. Aproximadamente 2h30min de duração. Para saber mais sobre o atrativo acesse o site da Combo Iguassu.

A Combo Iguassu Turismo te leva pra conhecer o Parque Tecnológico de uma forma diferente, com conforto e segurança, prezando sempre pelo bem-estar do cliente, te auxiliando nos melhores atrativos de Foz do Iguaçu, para que aproveite mais sua viagem e tenha bons momentos e recordações de passeios incríveis.

Para uma melhor estadia na cidade junte-se a nós no Pop Hotel, e faça valer a pena sua viagem, o hotel fica no cento de Foz do Iguaçu, com uma equipe pronta para lhe atender.

Para saber mais acesse o site: Pop Hotel

Parque das Aves

O Parque das Aves em Foz do Iguaçu é um santuário das aves e da proteção ambiental, conhecido por abrigar mais 1.400 aves e 150 espécies de aves, sendo mais de 50% delas vindas de apreensões de contrabando de animais.

Com mais de 16 hectares de Mata Atlântica, o Parque busca um mundo melhor, onde as pessoas possam viver em harmonia com a natureza.

Como surgiu o Parque das Aves?

O Parque das Aves foi inaugurado oficialmente no dia 07 de outubro de 1994. Quer saber quem fundou o Parque das Aves?

Ou quem teve essa ideia maravilhosa de preservar a extinção dessas aves mais de 100 espécies, contidas no Parque das Aves em Foz do Iguaçu?

Para responder essas perguntas vamos voltar um pouco no tempo.

Dennis Croukamp foi quem teve essa ideia, ou melhor dizendo, esse sonho. Na década de 70 na África casou-se com a veterinária Anna-Sophie Helene, e tiveram duas filhas Anna-Luise e Carmel.

Já na década de 80, Dennis e Anna ganharam sua primeira ave, um filhote de Papagaio-do-congo, que se tornou um membro oficial da família, após um tempo foram trazidas outras aves da mesma espécie, e em pouco tempo o quintal estava repleto de aves.

Foto de Juliana Amorim no Unsplash

Após uns anos a família se mudou para o Reino Unido, para uma ilha chamada de Man na década de 90, lá um grande amigo de Dennis sugeriu a ideai de criar um parque de crocodilos em Foz do Iguaçu no Brasil, Dennis então percebeu que deveria construir algo ainda melhor, e resolveu naquele momento que construiria o “Parque das Aves”, a história não acabou por ai.

As primeiras aves chegaram a partir de doações ou empréstimos de zoológicos brasileiros enviados pelo Ibama.

John Leggatt outro amigo da família, veio para Foz do Iguaçu para ajudar na fundação do Borboletário.

Dennis ficou muito doente um tempo depois da grande realização de seu sonho.

E dois anos depois de elaborar o Parque das Aves, ele faleceu, na Ilha de Man, aos 70 anos de idade.

Hoje existe um memorial dedicado a ele em seu lugar favorito do Parque, no Viveiro Aves de Rios e Mangues.

Hoje, quem comando o Parque é a Dra. Carmel Croukamp (filha de Dennis), diretora geral do Parque das Aves desde 2010, ela continua espalhando a essência e todo amor que seu pai tinha pelas aves, e ajudando na preservação das diversas espécies contidas no Parque das Aves em Foz do Iguaçu.

Foto de Jonah Pettrich no Unsplash

Como é o passeio tradicional no Parque das Aves?

O passeio tradicional do Parque das Aves tem duração de 1h a 2hs, com uma caminhada num ambiente fresco, composto por muito ar puro da mata nativa, alguns viveiros são de observação, já outros é liberada a entrada para os visitantes, durante a caminhada existem outros setores como: répteis e borboletário, finalizando com um restaurante e loja de lembranças.

Forest Experience

A tribo Guarani te recepciona nesse passeio oferecido pelo Parque das Aves.

De acordo com a tradição da tribo, quando recebem uma visita na aldeia, é de sua cultura realizar uma celebração, que envolve muita dança, comida e um cerimonial do tabaco.

Somente depois dessa cerimônia é se conhecem.

Através do Forest Experience, os Guaranis lhe convidam a vivenciar uma experiência única, mostrando um pouco da sua cultura, em meio à Mata Atlântica, à noite, ao redor de uma fogueira, acompanhada de um jantar tradicional compartilhado com eles.

Prepare-se para uma experiência mágica e diferente de tudo que você já viveu.

– Atrativo disponível somente duas noites por semana.

– A celebração é diferente a cada noite, pois ocorre de acordo com o que os membros da aldeia estão sentindo junto ao grupo, pois esta é uma experiência que precisa ser participativa.

– O atrativo é para maiores de 18 anos, mas jovens de 16 e 17 anos podem participar somente se estiverem acompanhados de um adulto responsável. Além disso, a trilha é acessível a cadeirantes.

O passeio ocorre todas as terças e quintas, as 19h30, com duração de aproximadamente 2h30;

Backstage Experience

Imagem cedida pelo atrativo.

O passeio “Backstage Experience” proporciona ao visitante a experiência de participar dos bastidores de como é realizado o trabalho de recuperação e conservação pelos profissionais do Parque das Aves, durante um tour de 1h30, com direito a um passe que garante uma entrada adicional para visitar o Parque em outra ocasião.

O passeio inclui acesso a algumas áreas restritas, e também oferece a oportunidade de entrar em contato com algumas aves, e alimentar os tucanos, flamingos, entre outros.

Com certeza é uma experiência diferente do passeio tradicional, com um contato tão próximo dessas aves tão lindas, o passeio vale muito a pena.

O passeio ocorre diariamente as 7h30, 10h30 e 16h, com duração de 1h30;

Aprendendo sobre Educação ambiental

Um dos propósitos do Parque das Aves é a Educação ambiental, que busca conscientizar a sociedade sobre a importância da natureza em nossas vidas, e mostrar os danos que elas causam a natureza e a nós mesmos.

O Parque investiu, e continua investindo muito nessa causa da educação ambiental, e acredita que a educação ambiental é essencial no processo de conservação das espécies e enxerga a chance de mostrar ao público visitante a importância de cuidar da Mata Atlântica a dos animais que habitam nela.

Borboletário

Na sua intenção de inovar o Parque das Aves em todos os aspectos surgiu uma brilhante ideia que criou um setor diferente de todos, montando um viveiro delicado e encantador, dedicado a inúmeras espécies de borboletas e beija-flores, que encantam a todos os visitantes dos lugares.

La você encontra borboletas de todos os tamanhos e cores, trazendo ainda mais vida e cor ao Parque.

Outras espécies de animais

O Parque abriga além das aves outras espécies de animais que vão te fascinar.

Outras espécies que vive lá são as cobras, normalmente as sucuris, maiores serpentes do mundo, causam fascinação e extremo medo aos que visitam o lugar, mas no Parque das Aves, você poderá conhecer de perto essa espécie cujo desmatamento está afetando seu habitat.

Foto de Jonatan Lewczuk no Unsplash

As jiboias são conhecidas como ótimas nadadoras, mas passam a maior parte do tempo na terra, em troncos ocos ou tocas abandonadas.

No Parque das Aves, você pode observar de perto o comportamento delas, que por incrível que pareça é tranquilo, pois não são animais agressivos, mas são bastante ameaçadas pela caça e comércio ilegal.

O Jacaré-de-papo-amarelo, espécies que é comum as pessoas terem receios, pois sua própria aparência nos remete medo de se aproximar, mais no parque não vivem apenas os jacarés-de-papo-amarelo.

Lá você ainda encontra tigres-d’água e algumas espécies de peixes, como carpas e tilápias, todos vivendo em harmonia, mudando a imagem de predador, e da cadeia alimentar agressiva.

Aprendendo sobre a natureza

Um passeio educativo, dedicado para as escolas onde as crianças podem se sentir parte da natureza e ter um contato próximo, além de diversas experiências com as espécies do lugar, aprendem também sobre lições de como cuidar melhor da natureza, e sobre a importância da preservação das espécies para o planeta, além de programas educativos para o público visitante onde explicam sobre a Mata Atlântica e a importância dela no nosso planeta.

Estacionamento

Para melhorar a sua segurança o Parque das Aves oferece estacionamento próprio e gratuito aos visitantes, mais fique a tento, pois nos feriados ou finais de semana, o movimento do lugar costuma ser grande, e o estacionamento pode lotar, recomendo que chegue cedo para garantir sua vaga, você tem a opção também de deixar seu carro no estacionamento privado logo ao lado.

Estrutura

O Parque conta com uma estrutura impecável e bem organizada, o Parque das Aves oferece lanchonetes, banheiros sempre bem higienizados, uma loja de souvenirs e outros pequenos objetos de lembrança, o monitoramento é feito 24h por dia, além de segurança constante a todos que visitam o atrativo.

Valor dos ingressos para o atrativo

Ingresso: R$ 45,00 por pessoa

Crianças até 8 anos não pagam entrada.

O passeio tradicional ocorre diariamente das 8h30 às 17h;

O passeio não inclui alimentação e transporte ao local;

Cuidados a serem tomados para realizar o Passeio

– Tenha sempre uma garrafa de água.

– Use roupas confortáveis e calçado apropriado para a caminhada.

– Respeite as normas de segurança.

– Não alimente as aves nos viveiros onde a entrada é permitida.

– Use protetor solar.

– Em casos de alergia a insetos, tenha um repelente na bolsa.

Foto de Isaac Benhesed no Unsplash

Endereço do Parque das Aves em Foz do Iguaçu

O Parque das Aves fica localizado Av. das Cataratas, KM 17.1 – Foz do Iguaçu – PR – ao lado do Parque Nacional

Para saber mais acesse o site, descubra outras curiosidades sobre o atrativo: Parque das Aves.

Quer saber mais sobre os principais passeios da tríplice fronteira?

A combo Iguassu parceira do Pop hotel oferece os melhores preços para os atrativos da cidade, considerada uma das melhores agências de turismo de Foz do Iguaçu, ela oferece transportes climatizas, prezando pelo conforto, segurança e bem- estar dos clientes, com uma de suas bases anexadas ao Pop Hotel, oferecendo um atendimento incrível os hospedes, proporcionando momentos incríveis e experiências memoráveis para você e sua família.

Acesse nosso site: Combo Iguassu Turismo

Parque Nacional do Iguaçu

O Parque Nacional do Iguaçu, está localizado no estado do Paraná, e abriga a maior parte da Floresta Atlântica da região sul do Brasil. O local contém uma riquíssima biodiversidade, formada por espécies da fauna e flora brasileiras, das quais algumas estão sendo ameaçadas de extinção, como a onça-pintada, o puma, o jacaré-de-papo-amarelo, o papagaio-de-peito-roxo, o gavião-real, entre muitas outras espécies de aves protegida pelo Parque Nacional do Iguaçu.

A grande quantidade de paisagens e beleza das Cataratas do Iguaçu, fizeram com que o Parque Nacional do Iguaçu se tornasse a primeira Unidade de Conservação do Brasil a ser caracterizada como “Sítio do Patrimônio Mundial Natural” pela UNESCO, no ano de 1986.

Imagem de Antônio Agnaldo Morais Antônio por Pixabay

As Cataratas do Iguaçu percorrem aproximadamente 2.700 metros de extensão, dos quais menos da metade estão do lado brasileiro e a grande maioria do lado argentino. As Cataratas são compostas por aproximadamente 270 quedas d’água de acordo com o volume de água do rio apresenta. Cada queda d’água foi nomeada de acordo com o seu tamanho e característica, entre elas alguns nomes são: Floriano, Deodoro, Benjamim Constant, mas, o mais famoso é a Garganta do Diabo, a maior queda composta pelo atrativo.

O Parque nacional do Iguaçu percorre 14 municípios do Paraná: Capanema, Capitão, Leônidas Marques, Santa Lúcia, Lindoeste, Santa Tereza do Oeste, Diamante do Oeste, Céu Azul, Matelândia, Ramilândia, Medianeira, Serranópolis do Iguaçu, São Miguel do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu e Foz do Iguaçu.

O principal objetivos do Parque Nacional é Proteger o território da mata atlântica e conservar a paisagem das Cataratas do Iguaçu e as espécies contidas nela.

História do Parque

A área abriga grande quantidade de sítios arqueológicos. A origem da palavra “Iguaçu” é indígena-guarani, já que o lugar era habitado por tribos quando foi desbravada, o seu significado de acordo com a origem é “água grande”. Historicamente o lugar foi cenário das missões jesuítas, um tempo depois os Bandeirantes paulistas expulsaram os então jesuítas espanhóis, permanecendo sobre o domínio de Portugal toda aquela região do então Parque Nacional do Iguaçu. O Parque foi incluído na “lista dos Patrimônios Naturais da Humanidade”, em novembro de 1986.

Você sabia que rochas do Parque Nacional do Iguaçu se originaram de processos vulcânicos? Estudos confirmam que o então chamado vulcanismo de fendas ocorreu na região aproximadamente a 120 milhões de anos atrás, resultado nesse espetáculo da natureza, unido pelo rio Iguaçu ao Parque Nacional Iguazú. Na Argentina, o Parque faz parte do mais importante refúgio biológico do Centro-Sul da América do Sul, totalizando mais de 600 mil hectares de áreas protegidas e outros 400 mil em florestas ainda primitivas.

Foto de  Lautaro Andreani no
Unsplash

Entre as quedas d’água, são 19 saltos principais, cinco deles do lado brasileiro e os demais no lado argentino. A maior parte deles no lado argentino e voltados para o Brasil, proporciona a melhor vista para quem observa o cenário da parte brasileira.

As Cataratas do Iguaçu é a principal atração turística do Paraná, e segunda maia visitada do Brasil, perdendo somente para o Cristo Redentor no Rio de Janeiro. Além do passeio tradicional pelas Cataratas, o Parque Nacional oferece atrativos a parte para você curtir ainda mais.

Trilha do Poço Preto: A trilha é uma releitura de como era o caminho que os índios da região usavam para contornar as Cataratas do Iguaçu. Com 9 Km que podem ser feitos com caminhada, bicicleta ou carro elétrico. A trilha é realizada com guias bilíngues que falam sobre a fauna e flora, e orientam sobre as histórias que aconteciam na região do Parque Nacional do Iguaçu.

Foto de Guilherme Madaleno no
Unsplash

Trilha das Bananeiras: Com 1,5 Km de caminha, que pode ser feito a pé ou com veículo elétrico. É possível avistar pequenas lagoas onde são encontrados pássaros de hábitos aquáticos e exuberante vegetação, a trilha oferece também a incrível possibilidade de se banhar nas águas do Parque Nacional do Iguaçu.

Macuco safari + Cachoeirismo: Que tal ver de perto as quedas d’água das Cataratas num passeio de barco cheio de aventura, pelas correntezas mais fortes das Cataratas, podendo ver ainda mais de perto toda a exuberância de uma das 7 Maravilhas Naturais do Mundo no Parque Nacional do Iguaçu.

Voo de helicóptero: Neste passeio você pode apreciar de cima a grandeza das Cataratas do Iguaçu. Com o passeio de helicóptero você tem a experiencia de conhecer toda a extensão das Cataratas, o voo dura em média 15 minutos, e percorre pelas redondezas do atrativo, sendo possível observar o lado brasileiro e o lado argentino do Parque Nacional do Iguaçu.

Aspectos Naturais

As Cataratas do Iguaçu ficam no extremo oeste do Paraná, na bacia hidrográfica do rio Iguaçu, a aproximadamente 17 km do centro de Foz do Iguaçu e faz fronteira com a Argentina.

Quem vier para foz do Iguaçu de carro pela BR 277, tem a possibilidade de ver um pouco o Parque Nacional do Iguaçu durante a viagem, e poder observar a enorme extensão do Parque.

O Parque é uma das maiores reservas florestais da América do Sul e apenas a parte onde ficam as Cataratas está liberada à visitação. A unidade abriga a maior remanescente da floresta Atlântica.

O clima da região é temperado, com algumas estações secas, com temperatura média entre 20ºC e 35ºC na maior parte do ano. As chuvas são frequentes o ano todo, algumas abundantes. O clima costuma ser quente, pela enorme quantidade de água espalhada pela redondeza do lugar, o inverno costuma ser tranquilo, são poucos os dias que fazem realmente frio na Cidade de Foz do Iguaçu.

Foto de Jonatan Lewczuk no
Unsplash

Já a fauna é bastante diversificada e apresenta cerca de 340 espécies de aves, 50 espécies de mamíferos, 60 de répteis, 12 de anfíbios e 700 de borboletas de acordo coma última pesquisa sobre o território. Com aproximadamente 70 espécies de peixes nos rios, foi identificada pouco menos da metade dessas espécies, algumas delas como aves, macuco, jacutinga , mamíferos como o guariba, a onça pintada, a lontra, a onça parda e o gato do mato maracajá, já estão incluídas em listas de fauna ameaçada de extinção e dependem da conservação do seu habitat no Parque Nacional do Iguaçu, por isso é muito importante a preservação desse território tão importante para o planeta.

Os brasileiros obtêm 50% de desconto do valor integral, já cidadãos do Mercosul pagam um valor um pouco mais alto.

Para saber mais sobre o transporte e passeio em Foz do Iguaçu, acesse o site da combo Iguassu, e saiba tudo sobre a agencia mais especializada em turismo da tríplice fronteira. Oferecendo transportes climatizados, conforto e principalmente, segurança aos clientes.

O parque está aberto diariamente das 9h às 17h e pode ser visitado durante o ano todo. Os meses de menor fluxo de visitantes são junho e julho caso queria visitar, e conhecer de perto toda a beleza do Lugar.

Caso queira um transporte especializado, climatizada e seguro, a Combo Iguassu é a melhor agência de turismo da Tríplice Fronteira, com os melhores preços, para você conhecer todos os atrativos de Foz do Iguaçu e região. A Combo é parceira do Pop Hotel em tornar sua viajem ainda mais emocionante e inesquecível, procure pela base da Combo Iguassu anexada ao Pop Hotel, e saiba todos os pacotes promocionais que a Agência oferece para você.

Para saber mais acesse o site: Combo Iguassu

Voo de Helicóptero sobre as Cataratas do Iguaçu

VOO DE HELICÓPTERO NAS CATARATAS

Que tal sair um pouco do passeio tradicional da Cataratas do Iguaçu, e optar por algo mais emocionante? Uma dica é o Voo de Helicóptero nas Cataratas!

Apreciar as Cataratas do Iguaçu em terra firme já é uma sensação incrível para qualquer um, há quem diga que a emoção continua a mesma quando se repete o passeio. Imagine viver a experiência de ver as Cataratas do Iguaçu e o Parque das Aves em um passeio que sobrevoa este local?

A imagem que o turista presencia é uma imagem fascinante, e surpreendente, além de poder ver os dois lados da fronteira do Parque Nacional do Iguaçu.

Os sobrevoos permitem que os turistas dimensionem a gigantesca paisagem num passeio regado de adrenalina, entre o vapor das enormes quedas das águas e as nuvens, uma emoção tão real que somente quem vive isso sabe como é sentir esse show da natureza na pele.

A imagem que o turista presencia é uma imagem deslumbrante, e espetacular! Você tem duas opções de voos com a Helisul, a primeira é de 10 minutos sobrevoando o Parque Nacional do Iguaçu e as Cataratas do Iguaçu, e a segunda opção é de 35 minutos sobrevoando o centro de Foz do Iguaçu, as Cataratas do Iguaçu, a Itaipu Binacional e o Marco das Três Fronteiras. Que tal conhecer Foz do Iguaçu por outro ângulo?

Acesse o site da Combo Iguassu e garanta já seu ingresso para uma das experiências mais cheia de adrenalina da Terra das Cataratas!

COMO É FEITA A ENTREGA DOS INGRESSOS?

Os ingressos podem ser entregues de duas formas:

Podem ser retirados na base da Agência Combo Iguassu em horário comercial, anexada ao Pop Hotel.

**Entregas em outro hotel mediante uma taxa de entrega. **

Horário para o passeio: Diariamente das 09h às 17h30

O voo de Helicóptero nas Cataratas depende das condições climáticas e quantidade mínima de 3 pessoas para ser realizado.

Valor não inclui transporte até o atrativo.